Skip to content

>O lamento do coqueiro!

June 4, 2011

>



“Era um desejo, um olhar intuitivo
Sonhos incubados de um amor proibido”



“Um tiro certeiro, uma flecha atirada em meu coração”


“Que ilusão! Que ilusão!”




“De repente a gente se apegou num beijo escondidinho”


“E eu que estava bem, transformei meu destino”


“Troquei o meu certo por alguém que não me amava
Por um ilusão, sem noção”


“Vai…
Vai na paz e não volta jamais
Quem vive de passado é museu
Caranguejo é quem anda pra trás
Se não deu valor;
Então vai …”

From → Uncategorized

Leave a Comment

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: