Skip to content

>Survivor Redemption Island – Episódio 11

April 30, 2011

>Demorou mas chegou \o/ Finalmente, com vocês…


Título: A Mystery Package
Tradução Literal: Um Pacote Misterioso
Tradução Livre: F*deu




Após o Conselho Tribal e a discussão maluco >>> racismo, Steve achou melhor esclarecer as coisas com Phil e se explicar.



TODOS APERTA AS MÃOS. TODOS AMIGO… #Not. 



Phil fez que perdoou, mas ainda estava com a seita entalada e muuuito bravo por causa dos shorts. Então, ATENÇÃO: Ele teve uma visão em que seu avô lhe disse que ele não precisaria desfilar de cueca rosa por muito tempo.



Foi à caça e encontrou a bermuda. E, com toda a sua maturidade de agente secreto de 53 anos, estava louco para usá-la no duelo e esfregá-la na cara da Tia do Olho Junto, estilo “Tô de shooooorts!”

Depressãooooo



Por falar em depressão, lá na Ilha Matt estava tentando entender a melhor forma de glorificar Deus depois de levar tanta bordoada.



Mas ó, estava difícil. Matt disse que estava preparado para voltar para casa, que só estava ali porque era o que Deus queria (Deus assiste Survivor e é #TeamMatt), mas que o jogo para ele tinha terminado, e que fosse o que Deus quisesse (literalmente).


Duelo


Antes de começar, Jeff falou com Matt sobre todos os perrengues pelos quais ele havia passado, e ele respondeu que estava pronto para ir embora, se fosse a vontade divina. Jeff perguntou quantos dias Jesus havia jejuado, e Matt respondeu: “40 dias”. Jeff: “O programa dura 39”.


Ooooooooooh


Mas vamos ao que interessa. Cada participante tinha uma mesa com três discos.



E, um por vez, tinha de atirar os discos através dos obstáculos…



Até que eles atingissem a zona cinza mais escura.



Qualquer parte do disco que tocasse a zona escura estava valendo.


Andrea lançou olhares para Matt.



Matt fez cara de nojinho para Andrea.



Andrea ficou sem graça.


Bom, mas vamos à vontade de Deus. Mike começou na frente, colocando dois discos, Tia do Olho Junto colocou um, e Matt estava indo mal. Até que os dois emperraram, Matt conseguiu colocar todos, Mike colocou seu último disco, e…



Parece que Matt ainda tem missões a cumprir na Nicarágua.



Rob não ficou feliz.



Até fiquei com dozinha da Tia do Olho Junto, que disse que tinha ido para lá para fazer amigos (WTH?) e dar uma vida melhor para as filhas (fez a coitada). 



Andrea, que é mais esperta que Matt, mas não muito, ficou de mimimi sobre o modo como ele a havia olhado, que ela se sentia mal, não como jogadora, mas como ser humano, pelo que havia feito com ele. E dividiu seus sentimentos com quem? Com as irmãs malvadas.



E quem mais? Queeeeem? Rob.



Rob então chamou Cara dos Dreads para dizer que, assim que se livrassem da Seita, chegaria a vez de Andrea. Cara dos Dreads ficou na dúvida se não seria melhor se livrar dela primeiro, dizendo que timing era tudo no jogo. Infelizmente para você, Cara dos Dreads, você não apita nada.


Desafio



Em duplas, eles se desafiavam em cima dos troncos. O primeiro a cair era eliminado. Também valia prêmio:



Bolo de chocolate… Eba!



E leite… Ew!


Primeira rodada:


Cara dos Dreads x Boston Rob


Andrea x Ashley


Ralph x Steve


Natalie x Phil


Segunda rodada:


Cara dos Dreads x Ashley


Ralph x Phil


Finalíssima, que durou uns dois mil anos para terminar:



Cara dos Dreads x Ralph


E assim termina uma Seita.



Cara dos Dreads podia chamar duas pessoas para comer bolo de chocolate e tomar leite (ew) com ele.



A primeira pessoa, claaaaro, foi BFF-barra-namoradinho Rob.



A segunda foi Andrea.

Natalie bravinha



Jeff ainda jogou para os participantes o tal do pacote misterioso do título.



Disse que era um twist, que eles não poderiam abri-lo, e que teriam de levá-lo ao Conselho Tribal da noite. Na verdade, acho que o pior twist de todos foi o Cara dos Dreads, Rob e Andrea só terem dois minutos para comer a maior quantidade possível do bolo.



Indigestão? Oi?


Cara dos Dreads explicou para as câmeras que convidou Andrea para que ela se sentisse segura, pois, dependendo de como as coisas andassem no conselho, ela seria eliminada.

A imagem da inocência




O mais doce e perturbador de tudo é que Andrea estava super feliz e confortável na sua liMda família amarelinha, sem saber que todo mundo queria vê-la pelas costas.



Já Rob, como única cabeça pensante da tribo, tinha importantes decisões a tomar. Ele achava que Steve estava acabado, com vontade de ir para casa, enquanto Ralph ainda tinha gás. Portanto, tirariam Ralph aquela noite. Por outro lado, o twist podia significar dupla eliminação…



Então era melhor falar pro povo lobotomizado que a cabeça de Andrea também estava a prêmio.



Só que, em uma última tentativa de tentar salvar qualquer fiapo que fosse, Steve chegou para as Irmãs Malvadas e disse o óbvio: Que Rob levaria Phil para a final e que, quando os roxinhos terminassem, seria a vez delas. Que ele e Ralph votariam em Rob, e que elas deveriam fazer o mesmo. Irmãs Malvadas agradeceram o conselho e não deram resposta, e depois disseram entre elas que até faria sentido se elas quisessem Andrea por perto, já que Steve contava com o voto das três garotas. Acontece que:


1) Quem sofre lobotomia é incapaz de blindside, a não ser que o Agente Lobotomizador lhes diga o que fazer;


2) Sentiria dozinha de Steve, se ele não estivesse sentindo na pele exatamente o que fez com Krista e Stephanie;


3) As irmãs malvadas foram correndo contar tudo a Rob… duh!



O que mostrou a Rob que Steve não estava morto, e precisava, sim, ser eliminado antes de Andrea.


Conselho Tribal


Durante o conselho, Steve colocou seu ponto de que Rob passaria a perna nos seus aliados atuais, e Jeff desenterrou o que aconteceu no Survivor All-Stars, quando Rob tinha prometido proteger Lex se ele cuidasse da sua aliada, Amber, só para dar-lhe uma facada nas costas no episódio seguinte. Rob reconheceu que fez isso, mas que foi leal à Amber até a final (quando ela lhe tirou o prêmio… muahahahaha). Foram então para a votação.

Desespero



E, como era de se imaginar… 



Mas ainda havia o pacote misterioso, lembram? Jeff pediu que Steve o abrisse. Havia um baralho com símbolos e uma mensagem, que foi lida em voz alta:



Haveria um novo desafio e, imediatamente depois dele, uma outra eliminação. Jeff distribuiu baralhos para os outros participantes e explicou que lhes mostraria uma seqüência de símbolos, que depois teria de ser repetida por eles. Quem errasse seria eliminado, e o último a sobreviver estaria imune.

TeMso



Com tão poucos cérebros pensantes, dava para imaginar quem ganharia, néam?


F*deu



Na votação, Andrea estava toda felizinha, gritando “Omotepe”, “Omelete”, ou qualquer que fosse o nome dos amarelinhos.



Sem saber que, se Steve tivesse conseguido a imunidade, seria ela que estaria na reta. Mas, como não foi o caso…



Não faço idéia do que será dessa multidão que juntaram na Ilha da Depressão, mas fico bem feliz que a Seita tenha sido dizimada. Agora os amarelinhos deixam de ter opções óbvias de voto e serão obrigados a parar de dizer amém para o Rob e formar sub-alianças. Provavelmente, a idéia do twist foi exatamente essa: desamarrar o jogo, que estava ficando um sacooo.

Leave a Comment

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: