Skip to content

>Retrospectiva BBB11 – Maurício

April 16, 2011

>Gostaria que o Movimento me ajudasse a lembrar se alguma vez na história do BBB informações externas ajudaram, ao invés de prejudicar, quem as recebeu. Tanto se grita a respeito, mas eu não conheço uma única vez que um brother ou sister tenha usado o que ficou sabendo de forma a se beneficiar.



No início, Maurício era um cara gente boa, mesmo com um pezinho no vaso. Só chamou a atenção por ter conseguido pegar a Maria, lembram? A frase “Fiz um feio feliz” era a mais freqüente no Twitter após a primeira festa. Ele mandou Michelly para o Quarto Dourado, depois fez cara de “que merda, isso não foi legal” e foi conversar com ela na festa seguinte. Chorou por causa da ex-namorada, o que não foi tão bonito, mas no paredão em que ele foi contra Diogo eu TORCI para que ficasse no programa. Serião, gostava dele. Especialmente porque, naquele mesmo domingo, ele havia levantado a bandeira no Lado B de que eles precisavam se unir para começar a ganhar as provas (idéia que Talula colocou em prática, e ele a crucificou por isso). 


Bom, mas Maurício saiu em um paredão apertado, disse que ele e o pai dele reciclavam lixo, e voltou ao jogo graças a Wesley e Ariadna.

-Arizão, que lhe disse que Maria era garota de programa;

-Wesley, porque começou a rolar um clima entre ele e Maria.

Duas coisas que o povo não resiste: barraco e triângulo. Com isso, ele passou a frente de Ari, favorita para voltar ao BBB, e entrou novamente na casa deixando Maria bege.

Constrangimento define

E aí vem o problema das informações externas. Vamos lembrar que o povo que visitava quem estava na Casa de Vidro do BBB9 também fazia um tremendo escarcéu, e agora nem lembramos o nome deles. No caso do BBB11, o escândalo foi maior ainda, pois os brothers eram quase sub-celebridades por já terem passado pelo programa. Normal que o pessoal tenha dado o maior apoio para o Maurício… afinal, ele era o feio que Maria fez feliz, e era um cara gente boa. E normal que Maurício tivesse a impressão que Rodrigão era um dos favoritos. Naquela época, Rodrigão era muito popular mesmo, principalmente entre as adolescentes que despencariam até um shopping center para dar uma olhada na Casa de Vidro.

O problema é que Maurício tomou o provável como certo. Acreditou que, colando em Rodrigão, estaria na final. Vamos lembrar mais um pouco, companheiros? Quando Maurício saiu, ainda na segunda semana, Rodrigão era uma planta muda e não era amigo DE NINGUÉM. A revolta de MauMau ao vê-lo emparedado era totalmente injustificada. Ele também concluiu que era o eleito de Deus e do Povo por ter voltado, e que Maria atrapalharia o seu jogo.  Tudo bem que o chamaram de corno, mas vamos combinar que a inquisição que fez na casa para saber se Maria havia sido mesmo infiel foi tãooooo fake. Bial deu jeito nisso, dizendo no Ao Vivo que Maurício havia confessado, ao ser eliminado, que não queria nada com Maria. Zé foi além: fez uma sessão de cinema grupal, com o filme Pretty Woman. Maurício ficou tão incomodado que não conseguiu assistir até o fim.

Enquanto Diogo intimidava com a truculência, Maurício fazia o mesmo dizendo-se o Messias que sabia separar os puros dos pecadores. À princípio, estes seriam os que votaram em Rodrigão, mas na realidade eram as pessoas que votavam ou poderiam votar nele mesmo: Natália, Diana, Lucival e Daniel. Mas, como os Três Patetas, ou seja, ele, Diogo e Rodrigão, não tinham número suficiente, trataram de aumentar as fileiras. Maurício conquistou a aliança de Adriana, que não havia conseguido se afinar com as meninas, e de Jaqueline, que se acovardou com o discurso de Nobreza, Energia e Reciclagem e desertou as Pretas. Mais tarde, traria Paulinha para o seu lado também. Maurício ainda tentou puxar Wesley quando este conquistou a liderança, na puxa-saquice mais vergonha alheia que tenho lembrança.


Wesley titubeou, chegou a dizer para Diogo que os rapazes tinham que se unir, que Maurício era uma pessoa maravilhosa, mas os hormônios falaram mais forte. Opa! Estou me adiantando.

Por um certo tempo, parecia que Maurício conseguiria mesmo colocar seu plano em prática. Não com o apoio do público, pois sua popularidade entrou em queda livre, mas porque ninguém na casa tinha coragem de tocar nos Patetas e Maria estava decidida a reconquistá-lo, tornando-se uma possível aliança durante algum tempo. Apesar de ser límpido e cristalino que Maurício não queria nada com ela, ele nunca dava um “não” definitivo, sempre falava “talvez mais tarde”, truque que, como disse Wesley, a mantinha sempre na coleira. Só que seu jogo começou a cair por terra por não ser baseado em fatos, e sim em “energia”. Adriana merecia ficar porque tinha “energia boa”. De Diana, sentia “uma parada ruim”. E enquanto defendia nobreza e honra, era a criatura mais grosseira do universo com Maria.

Sempre existe alguém no meio do caminho. No de Maurício, havia três:

Diana


Daniel




E finalmente Talula, que sacou que os meninos se livrariam dela e de Maria sem muita crise de consciência, e fez seu jogo nos bastidores, como vimos na restrospectiva anterior.

Maurício identificou a inimiga Diana, pois Lady Di não tinha papas na língua mesmo. Quanto a Daniel, os dois aos poucos foram se aproximando. Já Talula chegou a virar seu voto, mais por falta de opção, pois Diana andava em uma tremenda maré de sorte e ganhando um anjo atrás de outro. Enquanto isso, Maria enchia o saco definitivamente e, antes mesmo de votar em Maurício, declarou que não faria mais o que ele quisesse. E não fez mesmo. Maria passou definitivamente a jogar 100% com Talula, principalmente após a liderança em que indicou Adriana. A casa estava rachada, como ficou bem claro na festa Chifre Beans. Ei, estou me adiantando de novo!

Antes disso, veio o momento Carruagens de Fogo:


É engraçado como Daniel sempre sofreu horrores para fazer indicações, e sempre foi certeiro. Mesmo tendo aparentemente declarado trégua com os Patetas, ele foi o responsável pela queda de quase todos.

E então veio a festa Chifre Beans.

Bêbada, de saco cheio e com um empurrãozinho de Diana, Maria ficou com Wesley.



E Maurício tentou fazer o coitado.



Nessa festa, aliás, ficou bem claro o racha que havia na casa. Depois de semanas de guerra dissimulada e baixas de ambos os lados, Maurício, Rodrigão, Jaqueline e Paula estavam de um lado com pose de finalistas, e Maria, Wesley, Diana e Daniel do outro. Seria assim até as portas da final.


No paredão Diana x Maurício x Wesley, Maurício não teve a menor chance. Ele havia estragado tanto sua imagem perante o público que era certo que sairía. E saiu. Com 63% dos votos. Maurício não só se afundou, como levou com ele todos os seus aliados.

From → BBB11, Mari

Leave a Comment

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: