Skip to content

>Retrospectiva BBB11 – Diogo

April 13, 2011

>E finalmente chegamos à história de um pateta, ou: Como jogar 1,5 milhão no lixo.



Não que Diogo não dividisse opiniões desde o início. Ele sempre causou amor ou ódio, teve os torcedores fanáticos e os que queriam vê-lo pelas costas. Mas, quando o programa começou, queriam tirar o Diogo porque:


a) Ele era hiperativo;


b) Ele era chato;


c) Ele não parava de falar;


d) Ele era chato;


e) Ele fazia rap/axé com Igor.
;
f) Já falei que ele era chato?


Diogo era aquele cara que incomodava, que você chamava para as festas e ficava berrando e não deixava ninguém conversar, mas que você sempre descreveria como: “Tadinho, ele é gente boa, mas é tãoooo chato”.



Foi assim no seu romance/DR com Michelly, na sua mania de ser cupido de todo mundo e, apesar do fato de ele dar em cima da Talula com ou sem Michelly e com ou sem Rodrigo, o seu maior problema ainda era a chatura. Diogo era tão popular na época que foi o escolhido do público para ser O Sabotador da segunda semana. E, vamos concordar, essas coisas com votação do povo só servem mesmo para medir o quanto o cara é querido. Foi ali seu primeiro tropeço.


Diogo não só foi descoberto na missão de trancar a despensa do Lado B, como contou sobre O Sabotador, inclusive sobre o prêmio de dez mil reais, para todo mundo. Estragou a brincadeira do Zé, que chamou Diogo de mentiroso para baixo no áudio da casa. Só que a pior parte não é ser esculhambado para os outros brothers. O pior é ser esculhambado na edição. Isso Diogo também foi, e não podemos nem dizer que foi injustiça.


A hiperatividade se aliava ou virou desculpa para Diogo chamar sempre a atenção para si. Quando Michelly lhe contou que havia sido violentada na infância, ele desatou numa choradeira sem fim e queria reunir os brothers na sala no dia seguinte para contar a história inteira. Quando Paula votou nele para salvar Michelly do paredão, foi outro dramaaaa. Diogo, que já havia votado em Paula no primeiro dia como “a pessoa que não merecia ficar na casa”, não se conformou quando os papéis foram trocados. Ah, mas foi porque ele acabou indo parar na berlinda. Isso do cara que dizia ser apaixonado por Michelly, mas apoiou Maurício em sua decisão de mandá-la para o quarto dourado, e disse que teria votado nela também se fosse para não ir para o paredão.


Contraditório? Talvez não.


Porque Diogo ficou, e mais tarde Maurício voltou da Casa de Vidro. Se achando finalista, ele passou do cara bobo que incomodava por ser chato para um homem machista, grosseiro e dono da verdade. Suas contradições magicamente terminaram, e só restou o pior lado.


http://video.globo.com/Portal/videos/cda/player/player.swf


http://video.globo.com/Portal/videos/cda/player/player.swf


http://video.globo.com/Portal/videos/cda/player/player.swf


http://video.globo.com/Portal/videos/cda/player/player.swf


Não sei se vocês repararam a coincidência, mas Diogo só gritou com mulheres no BBB.


De todas, sua inimiga de morte seria Paula. Ele começou falando mal dela pelas costas, explodiu no Episódio Puta Gorda (ainda que Juca tenha nos explicado que “puta” significa outra coisa na Bahia… pff), voltou a falar mal dela para os outros e, quando Paula ouviu e o confrontou, pois achava que já estava tudo certo entre eles, Diogo não teve coragem de peitá-la.


Então, acrescentem covarde à lista.


O jogo de Diogo foi o da intimidação. Na casa, todos achavam que ele era forte e ninguém tinha coragem de votar nele, muito menos de fazer-lhe frente, excessões feitas à Diana e, mais tarde, Paula. Formou a Máfia dos Cuecas com Rodrigão e Maurício, possuía “os soldados” Adriana e Jaqueline, e estava certo que ele e seus BFF estariam na final. O problema é que Diogo errou taaaaaanto, mas taaaaanto a mão, que no fim nem Rodrigão e Maurício o aguentavam mais. Na sua última festa, era visível a tentativa dos dois se desvicularem dele, com Rodrigão dizendo, inclusive, que Diogo havia fingido estar bêbado durante sua discussão com Maria, quando ele jogou vodka na cabeça dela.


Com tudo isso, Diogo não iria mesmo para o paredão se não fosse por Talula dizer a Janaína que esta teria mais chances em um paredão triplo com Paula e Diogo. Foi uma semana pronta para que ele saísse. Nem Bial tinha mais paciência no Ao Vivo. Então Zé inventou uma prova de sorte que contava com a ajuda “dos colega” para escolher o líder da semana e, com o auxílio de Talula e Diana, Daniel venceu. Talula deu a idéia para Jana, que já havia sido emparedada pelo quarto do terror, esta falou com Daniel, e pronto: Diogo x Paula x Janaína em um paredão triplo com eliminação dupla.


Não que ele pensasse por um único momento que fosse sair, ou que isso o fizesse segurar a língua. Um dia antes da eliminação, fez o discurso mais machista de todos os BBBs, se envolvendo em mais uma discussão, dessa vez com Diana. E, no dia seguinte…



Bem diz o ditado que, quanto maior a altura, maior a queda. Diogo não só foi eliminado com 44% dos votos, como Paula ficou. E não venham me dizer que rolou boninhada. Se a votação do BBB fosse manipulada, Arizão não teria saído na primeira semana, e o Zé não teria feito uma Casa de Vidro só para trazê-la (sem sucesso) de volta ao jogo.


Maurício se acabou de chorar, mas aposto que nem ele sentiu falta de Diogo.

From → BBB, BBB11

Leave a Comment

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: