Skip to content

>Retrospectiva BBB11: Ariadna

April 3, 2011

>Ari foi, sem dúvida, a participante que já entrou no BBB cercada de mais expectativa. Tinha pinto, não tinha pinto, contaria para os outros participantes que era transex, não contaria e tentaria pegar alguém na casa…



Não que ela não tenha tentado pegar alguém. Rainha do funk nas festas, dos selinhos, e dos comentários com dois pés na baixaria, Arizão foi o grande entretenimento da primeira semana. Chegou no acampamento, deu suas dicas de cabeleireira para que Talula lavasse o cabelo com amaciante (e o pior é que funcionou), e só quem desconfiou que ela havia nascido homem foram DaLu, e mais tarde ela revelaria o ato apenas para eles.



A grande questão é: Por que Ariadna não contou que era transex? Ela diz que é mulher, e isso basta olhar para ela, conhecer um pouco sobre transex e venerar a Deusa Roberta para saber que é verdade.



A questão é ela não ter usado desse fato como trunfo de jogo. Cris, líder da primeira semana e cansado das investidas de Ariadna, a indicou para o primeiro paredão. Foi uma berlinda em que todos os laranjas estavam imunizados, e em que estes não queria indicar os vermelhos, pois haviam ajudado Cris a ganhar a lideraça na prova Guaraná Fail, nem os verdes, devido à proximidade por estarem todos morando na casa grande. Sobravam os azuis: Ari, Maurício, Diana, Daniel e Jaqueline. Desses, Cris disse que chegou a cogitar indicar Daniel, mas não o fez com medo de ser chamado de preconceituoso. Logo, a revelação de Ariadna certamente a livraria da indicação do líder, e, mesmo que assim não fosse, poderia tê-la feito escapar também da eliminação.



Foi um paredão em que o discurso “só os mais pobres e com história de luta” estava presente, e em que algumas pessoas levantaram a bandeira do preconceito. Pior: naquela época, Lucival e Janaína eram duas plantas completas, e só quem prometia era Arizão. Ela ficou muito preocupada de ser eliminada, chorou litros, e disse que poderiam tirá-la porque foi garota de programa. Talvez. O fato é que, com a Net toda unida para salvá-la, o voto que realmente a eliminou foi o do povão. E nesse caso, acho que o fato de ter sido garota de programa contou muito pouco, já que a outra que o público alegava ser GP, Maria, terminou sendo a grande vencedora. Provavelmente a rejeição por Ari tenha vindo do fato de ela não ter revelado ser transex, o que fez com que algumas pessoas a taxassem de falsa.



Ari foi engraçada até seu último minuto na casa. Quando acabou o acampamento e ela foi para o Lado B, parecia uma Cinderela (aliás, todos estavam tão emocionados que até rolou lagriminha). Na segunda-feira anterior à sua saída, na “brincadeira da discórdia”, disse que merecia o prêmio extra de dois mil reais porque, se fosse eliminada no dia seguinte, ao menos poderia pagar a van para casa.



Infelizmente Ari saiu mesmo, com 49% dos votos, porcentagem alta para um paredão triplo. Saiu dizendo se orgulhar de ter sido a primeira transex a participar do BBB. Esperava-se tanto dela que o Zé inventou a Casa de Vidro para trazê-la de volta, e parecia mesmo que ela voltaria, até o destino, ou o azar, darem um jeito. Wesley e Maria começaram a flertar, e o público achou que seria mais interessante resgatar Maurício. Ainda assim, Ari deu sua grande contribuição à história do BBB11, dizendo a Maurício que Maria era garota de programa. Se isso não tivesse acontecido, essa edição teria sido completamente diferente.





Resumo da ópera: Dentro ou fora da casa, Arizão CAUSOU, e vai deixar saudades.

From → BBB11

Leave a Comment

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: