Skip to content

>The Amazing Race 17 – Resumão

November 25, 2010

>Se você está cansado de assistir realities em que o público decide quem vence e em 99% das vezes faz cagadas, ou cansado de ver a Tyra ser completamente parcial e ainda por cima escolhe isso como vencedora:

Seus problemas acabaram. A partir de hoje, o Cartas para Pi vai entretê-los (até o BBB11 começar,que agora aceita agressão física!*O*) com o único reality que é justo, pois quem ganha quem chega em primeiro.Simples assim. Esse é o The Amazing Race.

Contem Spoilers

Se você não conhece o TAR (apelidinho carinhoso), dê uma bizoiada no Wikipedia nesse link (http://en.wikipedia.org/wiki/The_Amazing_Race_(U.S._TV_series),se joga no Google Tradutor e se divirta!

Mas vamos ao que interessa. Em 26 de Setembro, a CBS iniciou a 17° temporada do The Amazing Race. Depois de uma edição meia boca, a nova temporada prometia um cast interessante pois, pela primeira vez, não tinha nenhum “casal casado” (o que sempre resultava em duplas que iam do sem graça ao irritante, principalmente nas últimas temporadas), além de uma variedade de duplas, entre elas celebridades da internet, cantores de um coral e apresentadoras de TV.

Novidades

No primeiro episódio, Phill avisou que quem vencesse o primeiro trecho ganharia o Express Pass e poderia pular uma prova nos trechos seguintes, além de receber a próxima pista (um Avanço pobre). Depois, na corrida, descobrimos que o U-Turn dessa vez seria duplo! Duas equipes poderiam usar em duas equipes diferentes na mesma etapa.

Provas

De boas até ótimas.variedas em dificuldade física e intelectual. Os destaques até aqui são:o bloqueio dos Cavaleiros no trecho 1;o estudo do mapa da África em Gana, mostrando que na maioria os americanos são bem burros; o bloqueio dos cães na Suécia; todas as provas nas duas etapas na Rússia (em especial o Desvio entre cinema e música).

Rota

Interessante. Com alguns países novos como Bangladesh, eles conseguiram variar de paisagem e clima muito rapidamente, deixando divertido vê-los lidando com o calor e frio extremos e as diferenças ainda mais drásticas de cultura como ir da Inglaterra até Gana ou de Gana até Suécia. Esse temporada eles estão conseguindo mostrar os lugares famosos e outros desconhecidos de maneira correta e igual.

Times

A ordem de avaliação será a de eliminação até o trecho 9:

Ron & Tony

Melhores amigos. As bibas da temporada ficaram se gabando durante metade do primeiro episódio que eram ótimos navegadores. Aí,na Inglaterra, onde o povo fala inglês,os dois não me acham um local bem desconhecido:Stonehenge.Tomaram no toba lindamente.

Andie & Jenna

As Gilmore Girls. Só que a mãe aqui deu a filha para adoção depois do nascimento e, vinte anos depois, se encontraram no Programa do Ratinho! A relação mais interessante da história do programa para a dupla mais sem graça da temporada. Além de blands(sem graça), eram fracas. Sem mais.

Connor & Jonathan

O time “Glee”. Os dois eram cantores de coral. Depois de quatro etapas surpreendentes, até vencendo uma, os dois foram eliminados depois de decidirem mudar de Desvio, ficando para trás. Eram gente boa,mas começaram a cantar sem parar em momentos “vergonha alheia” que davam vontade de enfiar um tampão nos ouvidos.

Katie & Rachel

Amigas jogadoras de vôlei. As duas eram, em um primeiro momento, o mais promissor time. Além de fortes físicamente, tinham a cara e atitude de bitches que retornariam a própria mãe para vencer. Foram até bem nos primeiros episódios, mas no quarto ficaram muito para trás e no quinto não conseguiram alcançar os outros times e se lascaram. Ainda por cima, ficaram sem graça no final.

Michael & Kevin

Pai e filho.Kevin são celebridades no Youtube mais conhecidos como KevJumba, fazendo vídeos engraçados que colocam o pai como coadjuvante. Os dois são típicos pai e filho asiáticos: um muito calmo e centrado (pai) e o outro estressado (filho). A dupla era a mais fraca de todas, porém conseguriram bons resultados ao longo da corrida. Mesmo assim, não conseguiram escapar do último lugar no terceiro trecho que era não-eliminatório. Depois disso, foram super bem, conseguindo bons vôos e escolhendo provas que o Michael conseguisse fazer com mais facilidade. Na Rússia, devido a dois erros ao ler a pista, os dois tiveram uma penalidade de uma hora e foram eliminados. Como personagens, geraram opiniões divididas. Enquanto parte do público os elegeu como os “queridinhos”, principalmente devido ao bom humor do pai, outros odiaram o jeito do Kevin tratar o pai, forçado-o a realizar as tarefas e o tratando como “idiota”.

Gary & Mallory

Pai e filha. Mallory é um dos melhores exemplos do que um participante de reality precisar ter: alegria em estar participando. Você é escolhido entre milhares para uma chance única e tem vontade de “pedir para sair”? Ah,não ferra! Mallory era simpática, divertida e comemorava qualquer posição com a mesmo alegria que se tivesse ganhado. Alguns a achavam irritante, mas eu a adorava. O pai era caladão, mas muito forte fisicamente e amoroso com a filha. Devido a uma erro de navegação em Omã, foram eliminados, deixando até o Phill emocionado.

Chad & Stephanie

Namorados. O Peter Pan e Sininho da temporada eram irritantes .Principalmente o escroto do Chad. Além de tratar mal a namorada diversas vezes, ele falava as maiores asneiras do mundo mostrando a ignorância que faz vencedores de BBB por aqui. Com desempenho bem mediano, conseguiram um primeiro lugar em Omã. Nesse mesmo episódio eles perderam o horário de saída, largando duas horas depois, e Chad a pediu  em casamento, ajoelhando e tudo mais.Ela aceitou😦.Depois de serem retornados e se perderem, foram eliminados com merecimento num momento que falo em seguida.

Agora, os quatro times que ainda então na disputa.

Brook e Claire

Amigas e apresentadoras de um canal de vendas. Desde o primeiro episódio, elas se transformaram nas melhores participantes do The Amazing Race. Simpáticas ao extremo, divertidas e excelentes competidoras. As duas ganharam os corações dos fãs com as tiradas hilárias e momentos que vão entrar no história da TV (ok,menos.Mas, dos realities, isso vão!). Até agora foram super bem, ganhando um trecho (Gana) e saindo do top 5 apenas uma vez. Além disso são a esperança para se tornarem a primeira dupla feminina a vencer o programa. Com a torcida da maioria de quem assiste, as duas são sem dúvida as minhas favoritas a vencer e fazer história.

Em relação aos momentos de Brook e Claire, esse sempre será o momento inesquecível delas. No primeiro episódio, a Claire enfrentou a prova das MELANCIAS (não,a Andressa não estava lá), o que gerou esse momento:

E para melhorar, esse dialogo vem depois:

Claire: Brook,eu estou com a pior dor de cabeça. Eu não sinto meu rosto! O que a gente vai fazer?
Brook: Terminar!
Claire: O que? Eu nem consigo ver direito!
Brook: Eles não chamam isso de Amazing Race por nada!

Outro momento foi no último episódio, quando depois de serem retornadas disputaram a permanência com Chad & Stephanie em Bangladesh. Numa corrida a pé e durante a noite, as duas conseguiram bater os dois num dos momentos mais tensos do TAR.

Por isso e mais coisas, GO GO BROOK E CLAIRE!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Nat & Kat

Médicas amigas. Por razões claras são o time “Grey’s Anatomy”. Mesmo não tendo a graça de Brook e Claire, as duas vêm surpreendendo muito desde que começaram vencendo três vezes, mesmo com alguns resultados não tão bons. Mas são simpáticas e competentes. Três curiosidades: Nat (a loira) é diabética, Kat é vegetariana e teve que comer uma cabeça de carneiro no avanço, e até agora as duas só foram realmente bem em paises frios.

Nick & Vicki

Namorados. Pensem numa mistura de Eliéser e Kadu? Assim são Nick & Vicki! Tapados ao extremo e só contam com a forma fisíca e uma sorte que só proteção divina explica. Eles são tão tapados que deixaram essa cabra aí de cima comer a pista!.Quase foram eliminados nos primeiros episódios,mas se recuperam principalmente em trechos de maior força fisíca. A maior polêmica da temporada os envolve: no trecho 6, na Rússia, eles chegaram em último lugar, mas foram salvos por ser um não-eliminatório. Porém, no trecho seguinte não foi mostrado eles fazendo o Speed Bump. O que aconteceu foi um erro da produção: no desvio do trecho 6, que envolvia descobrir partituras de músicas clássicas, os dois fizeram certo, porém o responsável por dar a pista não aceitava a resposta deles o que os fez cair para último lugar fazendo a produção “inventar” esse não-eliminatório e um equalizador no trecho seguinte. O grande problema da dupla é o Nick. Grosso e sem educação com a namorada. Ela mesmo, burrinha, é simpática e muito forte. Quero que fiquem em terceiro só por causa dela!

Jill & Thomas

Namorados. A versão chuchu de Barbie e Ken. Os dois venceram a primeira etapa, ganharam o Express Pass e p usaram no quarto trecho, se não seriam eliminados. Completamente blands até agora, foram irregulares nas etapas, sem nenhum momento de destaque até o último episódio. Depois de conseguirem um vôo que os colocava sete horas a frente dos outros participantes, os dois resolveram retornar Brook e Claire, pois o Jill “tem medo de duas garotinhas”. Além de serem completamente desnecessários, eles quase causaram a eliminação das duas que foram ajudadas por Nat e Kat que fizeram o mesmo com Chad & Stephanie (só que era necessário, pois estavam todos juntos), pela garra delas e a idiotice e falta de sorte dos namorados. Rezo para que se ferrem no próximo episódio!

Então é isso!Faltam três episódios para o fim, que serão “recapiados” (isso existe?) aqui no Cartas para Pi. Até lá!

Nota da Mari: Dando as boas vindas ao João, nosso novo Pigmeu!

Leave a Comment

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: