Skip to content

>Retrospectiva BBB10 – Dicesar

April 1, 2010

>

Dicesar, como Cacau, foi um exemplo que é preciso tempo para se conhecer os participantes, e que é arriscado eleger favoritos e desafetos na primeira semana. Entrou na casa envolto no mistério e na curiosidade do que seria ter uma Drag Queen no programa e, logo na primeira prova, dispara para Serginho e Angélica que a comunidade gay os protegeria, dando a impressão que estava se apoiando no fenômeno Jean Wyllys.

Durante algum tempo, Dicesar foi um estereótipo. Autor das melhores tiradas do BBB, era engraçado, animado, fofoqueiro, e viu em Marcelo um antagonista perfeito para a sua bandeira de Gays Unidos Jamais Serão Vencidos. Conseguiu a simpatia de uns, o ódio de outros, e então começou a trajetória inversa. Foi em sua desconstrução que nasceu a Tia Dimmy, que tirou o super popular Serginho em um paredão, e que por 8% não tira o favorito também.

De seu antagonismo com Marcelo nasceu um início de diálogo. Era engraçado ver que, em um momento em que Marcelo não possuía muitos amigos na casa, foi com Dicesar que passou a conversar. Os dois eram os primeiros a acordar e passavam a manhã trocando histórias do passado, mesmo que Dimmy estivesse disposto a fazer do lutador um troglodita. Quando ele já estava se dando por vencido, os elogios de Bial aos dois botaram tudo a perder (ou a ganhar). Quando Bial insinuou que Dicesar estaria apaixonado por Marcelo, este saiu da sala resmungando que havia perdido o emprego, os amigos e a moral. O desconserto, o constrangimento e a mágoa do Dicesar foram visíveis, o que deu a deixa para que o público buscasse compreendê-lo.

O jogo de Dimmy na casa foi o jogo de Dimmy na vida: a luta contra a rejeição, o que o levou a ser identificado como falso pelos seus inimigos, plantou dúvidas em seus amigos (como no dia em que chorou na piscina com Michel, mesmo sabendo que estava imunizado naquela semana), e dividiu o público. Dicesar não teve máscaras, votou e falou de acordo com o seu coração, o que foi uma tremenda falha no jogo e proporcionou paredões desfavoráveis para os amigos e para ele mesmo. Ele agia como se não estivesse no BBB. Sabe aquela história do “Adoro fulano, mas…”. É isso o que fazemos na vida, e é isso o que ele fazia lá dentro. Mas, quando se está sendo observado por um país e se faz parte do Puxadinho Amaldiçoado, esse é o tipo de falha que não se pode cometer.

O que compensou os erros do Dicesar foi sua inabalável lealdade aos amigos, que o fez ficar ao lado de Eliéser quando todos lhe viraram as costas após a saída de Cacau, e seu enorme coração que o fazia ser bom até com seus inimigos declarados, como na prova de resistência em que protegeu Maroca do vento. Mais tarde, quando estava sozinho na casa e Fernanda e Maroca viraram PIORESPESSOASDOMUNDO e lhe estenderam a mão, Dimmy aceitou e as defendeu até o final, ainda que continuasse cozinhando para todos (olha o coração aí de novo). Também contou com a ajuda de Cadu, que o emparedou após Bial ter tecido elogios a ele por sua garra na prova de resistência, criando assim um mártir e aumentando sua popularidade. Dicesar resistiu àquela paredão, mas sairia no seguinte, contra Marcelo.

 AO FIM DA RETROSPECTIVA, NÃO PERCAM A ENQUETE! VAMOS AVALIAR JUNTOS O BBB10?

From → bbb10, realityMundi

Leave a Comment

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: