Skip to content

>O Discurso do Bial

March 10, 2010

>

Vamos a uma aulinha de interpretação de texto? Tudo bem que qualquer pessoa que completou o ensino fundamental devia saber fazer isso, mas parece que não, e talvez o fato me incomode mais por eu ter feito letras, sei lá. O que acontece é que as pessoas têm de analisar o que ouvem, em lugar de pegar uma ou duas palavras do que foi dito e usá-las a seu favor. Então, vamos rever o discurso do Bial, que a Companheira Lu, sempre presente e contribuindo para o movimento, transcreveu:
“Hoje eu quero falar não para o eliminado, não para os emparedados, quero falar com todos vcs da casa. Quero falar com todo mundo.

Essa casa que sobrevoa o Brasil como uma nave, como eu costumo dizer, e que é mais que uma arena, um palco, por vezes é quase um ringue, e que atrai hipnoticamente milhões de pessoas muito parecidas com vocês. Essa semelhança agrade e incomoda ao mesmo tempo. Porque? Por que como todo espelho, mais cedo ou mais tarde não responde o que a gente quer. Manja? ‘Espelho, espelho meu…’
Veja só isso…
Cérebros são socialmente bem sucedidos quando vencem os músculos. É difícil administrar coalizões porque os indivíduos competem pelos melhores aliados e qualquer aliado de hoje pode ser um rival amanhã. Os indivíduos devem reavaliar constantemente a disposição, o estado de espírito e as estratégias uns dos outros e alterar seu próprio comportamento de acordo com isso.

Os indivíduos podem também ser enganosos, escondendo deliberadamente seus sentimentos com expressões faciais mascaradoras ou gritando para fingir que foram atacados quando seu motivo real é arregimentar partidários. O resultado é um melodrama de afetos em perene transformação, alianças e hostilidades, e uma constante pressão para levar a melhor sobre os outros.Bom, esse texto como vocês já devem ter deduzido analisa o comportamento de um grupo de… chimpanzés. 
É do exceletne livro “Pegando fogo porque cozinhar nos tornou humanos”, publicado no Brasil pela editora Zaar.
Moçada, o jogo vai começar agora…
Em primeiro lugar, Bial deixa claro desde o início que não vai falar com Eli, Dicesar ou Marcelo. Vai falar com TODOS! Que estamos assistindo a um jogo de convivência, sem scripts previamente escritos, mas com atores humanos, daí nos vermos em muitas das pessoas que estão na casa. Essa semelhança pode nos agradar, mas também pode nos incomodar, ao vermos atos e atitudes que não gostamos em nós mesmos (Espelho, Espelho Meu)…
Então ele passa a uma análise do que acontece na casa: Que não se resolve as coisas na porrada, ou que a inteligência pode ludibriar a beleza vazia e a força impensada (cérebros são socialmente bem sucedidos quando vencem os músculos); que as alianças mudam constantemente porque só um vai vencer o grande prêmio: quem é seu amigo também está competindo com você por R$1,5 milhão que, no fim, será de um só; que, nessa corrida pelo primeiro lugar, as pessoas se mascaram e fingem ser quem não são, amam em um dia e odeiam no dia seguinte. E que, ao final, o que cada um quer é ser melhor que os outros.
Aí vem a pegadinha do Bial: Essa descrição, que é tão perfeita ao analisar os brothers, na verdade foi encontrada em um livro de antropologia e fala sobre o tempo que o autor passou convivendo com um grupo de chimpanzés.Ele não comparou, em momento algum, Eli a um chimpanzé, e sim a experiência de observação de um grupo de primatas e um grupo de humanos. Quem tem dúvidas, clique aqui e leia a resenha do livro.

Seria muito mais simples se BBB fosse maniqueísta como uma novela. E também seria muito sem graça.

Vamos parar para analisar um pouco, galera?

From → bbb10, realityMundi

Leave a Comment

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: