Skip to content

>Eu, Ana e Alexandre com insônia

February 3, 2009

>

É, pra variar. Eu, acordada, sem saco de ver amassos de Pri e Mano, só me restou Alexandre e Ana. Tudo começou (ao menos no ponto em que peguei) com Ana choramingando porque precisava de colo, e Naná não lhe deu. Daí, exatamente como eu imaginava, o assunto passou para o Inimigo Público Número 1: ele mesmo, Ton. Ana o culpa pela saída do Leo, Alexandre o culpa por estar no paredão, e eu pensando, estou acordada até agora para escutar o óbvio. Então Alexandre disse que ficou muito magoado com algo que estavam lhe dizendo e que achou muito desnecessário: que ele teve a sorte de Leo desistir, pois se não fosse isso ele sairia da casa com os votos das torcidas de Leo, Ton e Ralf juntas, para livrá-los do quarto de doido.
Ana fez cara de que tivessem ameaçado bater na sua mãe e disse:
-Nãooooo!
-Pois foi! – Alexandre falou, feliz com a solidariedade (não sei se foram exatamente essas as palavras dele, mas foi algo nessa linha).
-Totalmente desnecessário falar isso – Ana, em estado de choque.
Totalmente desnecessário – Alexandre.
-Mas sabe, se tu sair, não é por tua causa. É porque o público queria tirar os três do quarto e as torcidas se juntaram.
?????
É, eu acordada ouvindo isso.
Continuando…
Ana não aguenta mais falar sobre jogo, jogo, jogo. O BBB é muito mais que isso, é uma experiência única. Ela está lá para ganhar um milhão, mas também para aproveitar cada minuto dali. Mas as pessoas só pensam em jogo e estratégia e ela está de saco cheio (entende-se: Spa de luxo, ao fim do qual você ganha um milhão de reais. Assim eu também quero!!!)
Não terminou…
Flávio ia votar nela na semana passada e, por não ter em quem votar, foi nela essa semana, apesar de reconhecer que ela é bem mais legal do que ele imaginava. Mas Ana arrumou algumas confusões, como a da cama por exemplo.
Conclusão da Ana: eu não vou me calar com o que eu não acho certo! Vim aqui para aproveitar, não para abaixar a cabeça para o que os outros pensam.
(Para refrescar a memória: Ana foi uma das que se apossaram de uma cama quando terminou o cafofo no quarto do líder, se recuou a fazer sorteio, e no dia seguinte quis trocar de cama novamente porque não ficou satisfeita com a sua escolha).
Conclusões (minhas): 1) Se você está em um jogo de convivência, uma das regras é CONVIVER, o que não significa engolir desaforo, mas sim abrir mão de pequenas coisas pelo conforto e tímpanos de todos.
2) Se durante a crise das camas ela tivesse batido boca com o Ton, e não com o Ralf, teriam erguido uma estátua de ouro para ela.
3) Fiquei com sono e fui dormir.
E essa menina ainda é uma das favoritas ao prêmio. Vai entender!

From → bbb9, realityMundi

Leave a Comment

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: